19 de novembro de 2007

Filme - À procura da felicidade.

Vi nesse filme uma lição de vida, fé, esperança e superação. Uma verdadeira injeção de ânimo.
Vale a pena assistir.

O filme À Procura da Felicidade, que conta a história de Chris Gardner, ésimplesmente imperdível. Além da incrível e tocante interpretação de Will Smith,a mensagem do filmeé excelente, e está em falta nesse país. Trata-sede um homem obstinado que luta para sobreviver e sustentar seu filho mesmo sobas mais árduas circunstâncias, sem que isso o faça ignorar os principais valoresnem perder as esperanças. Gardner encontra-se nas mais desesperadas situações,sob constante pressão financeira, chegando a dormir no banheiro de uma estaçãode metrô e depois em abrigos. Nessa jornada angustiante, ainda é abandonado pelamulher, tendo que criar o filho sozinho. Mas nada disso o impede de manter ocarinho e passar valiosas lições para seu filho, que depositara total confiançano pai. Os obstáculos parecem intransponíveis, mas a força de vontade de Gardneré ainda maior.Release por Rodrigo Constantino.

Leia mais...

11 de novembro de 2007

"No pó das Minas Gerais, sobre duas rodas"

Se tem uma diversão que é saudável e é o meu hoby favorito, é o passeio de moto por estradas de terra. Sob o Título "No pó das Minas Gerais, sobre duas rodas", iniciarei uma série de postagens com fotos de passeios que faço de moto (uma Honda Tornado 250 cc) pelo interior das Minas Gerais. Tendo a terra como piso preferido, quero com estas postagens, mostrar um pouco da riquesa do interior mineiro, que as vezes ficamos distantes pela dificuldade de acesso no que tange às estradas. Mas nada que seja difícil para duas rodas motorizadas.

Estrada que liga BR381 ao povoado do

Bamba em São Gonçalo do Rio Abaixo-MG

Cruzeiro na estrada de Itabira-MG,
para Ipoema (Estrada Real) ao fundo
a cordilheira que compõe a Serra do Caraça.

Antiga fazenda na estrada de Itabira-MG
para Ipoema.

Saída da cidade de Conceição do Mato Dentro-MG.

A Estrada Real é toda demarcada com estes marcos. Isto facilita bem a navegação para marinheiro de primeira viagem como eu.

Igreja barroca em Conceição do Mato Dentro

Leia mais...

11 de setembro de 2007

Os Dez mandamentos - O musical

Através da magia do teatro musical, uma das melhores histórias do mundo foi recriada.
Com uma exuberante concepção visual, Os Dez Mandamentos: O Musical dá vida ao emocionante conto de dois irmãos, Moisés e Ramsés.
Unidos pelo amor, divididos pelo destino, eles comandam suas nações em uma batalha épica entre escravidão e liberdade.
Há 3.300 anos, os hebreus eram escravos no Egito. Quando Moisés, um bebê hebreu criado como irmão do príncipe egípcio, descobre sua verdadeira origem, ele se lança a uma nova vida, liderando seu povo em busca da liberdade. Mas só a liberdade não era o suficiente.
Para sobreviver e vencer, eles tiveram que descobrir as leis da decência humana, Os Dez Mandamentos.
A história que inspirou bilhões de pessoas, agora se torna um apelo à paz, o amor e a fraternidade entre as nações.

Leia mais...

31 de maio de 2007

Pop rock católico finíssimo.

Após 19 anos de estrada, a Banda Rosa de Saron está lançando o seu mais novo trabalho pela gravadora Codimuc, o CD Rosa de Saron – Acústico.
Num estilo mais intimista, o novo trabalho reúne grande sucesso da banda, como Muitos Choram, Do alto da pedra, Noite Fria e Dores do Silêncio. O CD Rosa de Saron Acústico traz 13 regravações e a inédita Monte inverno, que fala sobre as mudanças da vida e a saudade de Deus.
Com arranjos e produção musical de Guilherme de Sá (vocalista da banda), direção de voz de Karla Fioravante e produção executiva de Eraldo Mattos, o CD conta com a participação especial da cantora Eliana Ribeiro (Canção Nova), na canção Anjos das Ruas.
A gravação do CD Rosa de Saron – Acústico marca o início da celebração dos 20 anos de carreira, que a banda completa em 2008. Para o ano que vem, está sendo preparada a gravação de um DVD ao vivo.
O novo trabalho da banda Rosa de Saron está disponível nas melhores lojas católicas do Brasil ou pelo site http://www.cdcatólico.com.br/.

Visite o hot site da banda no
Onde pode se comprar o CD pela pré venda.
Olha se o CD Casa dos Espelhos ficou fino, pelas amostras no hot site, este está finíssimo.

Leia mais...

28 de maio de 2007

Filme - Estrada Para a Glória

"O filme é uma lição de vida sobre como não devemos desistir dos nossos sonhos, como devemos superar nossos limites para o alcance de nossos ideais".
O caminho estreito é aquele que nos leva a glória.




Classificação:Recomendado para adultos

Sinopse:

Filme baseado em uma história real que trata de vitórias adversas e também da questão do preconceito racial em uma época difícil nos Estados Unidos, ainda mais no conservador estado do Texas, sempre relacionado a ideais racistas de direita.
Em 1966, Don Hanskins (Josh Lucas de Lar, Doce Lar), um técnico branco de basquete, começa a procurar talentos para formar um time. Ele não está preocupado com a cor da pele de seus jogadores, mas sim com o quanto eles podem render em quadra. Dessa forma, convoca sete garotos negros e 5 brancos para montar seu time. Em uma acirrada disputa pela liga amadora, ele mostra que seu time tem qualidades dentro das quadras (ao derrotar os principais adversários) e fora dela (ao saber lidar com o terrível preconceito local).

Assim, eles vão enfrentando juntos algumas dificuldades e superando todas, até chegar à grande final e se tornar o primeiro time do estado a ganhar o campeonato com apenas garotos negros como titulares.
Estrada para a Glória é uma história de superação e coragem sobre racismo nos anos 60 nos EUA.
Conta a história de um treinador que se muda com sua família para a cidade de El Paso no Texas para treinar um time de basquete da universidade.
O problema é que não há jogadores e ele sai pelo estado para recrutá-los.
Sua conduta é questionada quando ele volta para a cidade com sete jogadores negros.
E daí todos sofrem as conseqüências: treinador, sua família e jogadores.

Leia mais...

16 de maio de 2007

Filme - Desafiando Gigantes

NUNCA DESISTA, NUNCA VOLTE ATRÁS, NUNCA PERCA A FÉ.

O que é o impossível na sua vida?

Neste filme vemos o poder de Deus manifestado na vida daqueles que tem fé.
Você pode até não entender nada de futebol americano, mas vai aprender uma grande lição assistindo a este filme. Aprenderá que... para Deus, nada, simplesmente nada é impossível.
Um filme emocionante indicado para toda a família.

Sinopse:
Mesmo quem não entende nada de futebol americano, pode se emocionar com essa produção que tem um tema universal que, aplicado ao esporte, consegue angariar um bom apelo.
Trata da história de um técnico de futebol americano de uma escola que, em seis anos, jamais conseguiu levar seu time a um campeonato vitorioso.
Se sua vida profissional não vai nada bem, não é muito diferente com a sua vida pessoal.
Assim, com todos os aspectos da sua vida lhe dando insatisfação, a idéia de desistir do esporte lhe parece mais tentadora do que jamais pareceu.
Mas quando um estranho visitante chega ao local, sua visão começa a mudar, já que o homem começa a mostrar ao técnico que o poder da fé poderá ser a sua salvação, e a perseverança poderá lhe dar a chave para vencer.





Leia mais...

7 de maio de 2007

Banda SHEMAH? Música de qualidade!

Uma música autêntica, gostosa e com mensagem profunda sobre o amor maior.
Vale a pena adquirir o CD da banda Shemah.
Gostei do comentário de um blogueiro a respeito da banda
Shemah.

"pela primeira vez vejo um CD de Música Católica e secular ao mesmo tempo, isto é uma mistura "FINA" ."


Conhecer a Shemah! é abrir mão da mera percepção auditiva e visual para receber seu convite: “Ouve! Escuta!” A proposta é ousada. Com uma sonoridade heterogênea e difícil de ser rotulada, a Shemah! e suas letras inspiram uma revolução de olhares e posturas. É uma banda multifacetada. Mistura elegância de atitude, descontração e naturalidade no palco, uma boa pitada de irreverência e uma proposta séria e engajada.
A Shemah!, banda de "powerpop/soul fusion" vem se destacando no cenário musical do Brasil pela qualidade e profundidade de suas composições e pela execução virtuosa de seus arranjos a cinco vozes. As influências de um grupo tão eclético não poderiam ser poucas. A Black Music, o Rock, o Jazz, a MPB, a música erudita e até o Canto Coral se fundem nos arranjos dessa banda e consolidam a Shemah! como uma das mais recentes representações da nova e moderna música brasileira.

Ficou curioso para saber mais sobre a banda Shemah? Visite http://www.shemah.com.br/
e confira as musicas do CD on-line.

Leia mais...

4 de maio de 2007

Catedrais a supremacia de Deus manifestada através das mãos do homem.


O termo catedral deriva do latim ecclesia cathedralis, e é utilizado para designar a igreja que contém a cátedra (do grego: káthedra = local de assento) oficial de um bispo.
Muitos podem estar perguntando por que postar catedrais como opção de lazer?

Com construções na maioria das vezes seculares, as catedrais e igrejas do Brasil, esbanjam peripécias de engenharia e estilos da arquitetura contemporânea, trazidos por influencia dos imigrantes, que deixaram marcas das culturas Européia, Oriental e Ocidental, sendo esta última expressa com muita força pelo estilo barroco nas igrejas concebidas no Brasil império.

É impossível ao cristão entrar numa catedral e não sentir a presença do sagrado e, por conseguinte a supremacia de Deus, manifestada através da criação do homem que é criação de Deus.

Para iniciar esta série de postagens escolhi a Igreja de Lourdes, elevada, por ato do Papa Pio XII, à categoria de Basílica.

A Igreja de Lourdes foi edificada entre 1916 (pedra fundamental) e 1923 com sua inauguração. Foi idealizada pelo missionário Clarentino Echarri, com base na planta de uma igreja de Córdoba, Argentina.
O projeto foi de Manoel Túnes, a construção feita por Antonio Gonçalves Gravatá e a ornamentação interna e externa executada por Alfredo e João Morandi.
As estátuas da fachada são de João Amadeu Mucchiut .
O projeto arquitetônico, em estilo gótico, chegou a receber algumas adaptações, como o acréscimo da torre em 1929-1930, entretanto manteve a predominância desse estilo.
Em 1958 aconteceu a solenidade de sagração da Igreja de Lourdes, elevada, por ato do Papa Pio XII, à categoria de Basílica.

Uma das principais relíquias e curiosidades que atraem muitos visitantes ao local é um raro órgão de 400 tubos.


Localização:

R: da Bahia, 1596 - Lourdes. Tel. 3222.6944.
Aberta de 2ª a 5ª de 7h às 19h, 6ª de 13h30 às 20h, sáb. de 7h às 22h, dom. e feriados de 7h às 13h e 16h às 22h.

Leia mais...

30 de abril de 2007

Jogos eletrônicos

O computador se sagrou como um grande meio de entretenimento na ultima década, sobretudo no que diz respeito aos jogos.
No entanto, assim como na mídia televisiva este meio de entretenimento tem se tornado cada vez mais agressivo às nossas famílias.
Cada vez mais atraentes, sobretudo pelos efeitos gráficos em 3D e ao mesmo tempo mais violentos, os jogos tem tirado nossas crianças do convívio familiar.
Hoje mais do que nunca precisamos buscar meios para o convívio familiar saudável oferecendo a nossa família uma diversão sadia.
Existem muitos jogos que realmente promovem a educação, cultura e desenvolvimento da mente para construção de um ser humano verdadeiramente humano.
No entanto devemos ficar atentos quanto ao conteúdo dos games que nossos filhos estão tendo acesso, procurando sempre participar com eles dos jogos, mesmo que a contra gosto.
Só assim poderemos instruí-los e ajudá-los a fazer a escolha pela diversão sadia.
Segue abaixo matéria sobre games extraída da internet, que fala sobre os efeitos dos jogos violentos na vida de uma criança.

Boa leitura.




Há algum perigo para os jogadores?
O menino de 12 anos “encurralou o oponente desarmado e encostou a arma na cabeça dele. ‘Você não tem saída!’, disse o garoto com um sorriso maldoso, enquanto zombava do personagem na tela. ‘Você é meu!’ O menino apertou o botão e deu um tiro bem no rosto do personagem, que girou e caiu, com o jaleco manchado de sangue. ‘É o seu fim!’, disse o menino, rindo”.

ESTE episódio real foi descrito no artigo “Violência nos computadores — Seus filhos correm perigo?”, escrito em inglês por Stephen Barr. É um exemplo do que ocorre em alguns jogos eletrônicos. Evidentemente, então, a questão levantada no nosso título acima é bem apropriada. Existem mais de 5.000 jogos eletrônicos no mercado. Alguns deles são considerados educativos ou simples diversão inofensiva.
Um desses jogos ensina geografia e outro, a pilotar aviões. Há outros que desenvolvem o raciocínio lógico do jogador e sua habilidade de resolver problemas. Existem até jogos com objetivos terapêuticos. Por exemplo, um deles serve para ajudar pessoas com um distúrbio que as impede de ler corretamente. Alguns jogos também ajudam os jovens a melhorar sua aptidão para a informática, algo cada vez mais importante nesta época em que a tecnologia está em toda parte.
Especialistas falam dos perigos
“Alguns jogos apresentam temas anti-sociais, como violência, sexo e linguagem obscena”, diz David Walsh, presidente do Instituto Nacional sobre Mídia e Família, dos EUA. “Infelizmente esses parecem ser os jogos mais populares entre crianças de 8 a 15 anos.”
Um estudo realizado nos Estados Unidos mostrou que quase 80% dos videogames preferidos pelos jovens contêm violência. Rick Dyer, presidente da empresa Virtual Image Productions, diz: “Não são mais apenas jogos. São instrumentos de aprendizado. Estamos mostrando às crianças — da maneira mais inacreditável — a sensação que se pode ter ao puxar um gatilho. . . . O que elas não aprendem são as conseqüências na vida real.”
Alguns dizem que existe ligação entre a violência nos jogos e a agressividade dos jogadores
Já em 1976, a opinião pública ficou chocada com a violência encontrada num jogo de fliperama chamado Death Race. O objetivo do jogo era atropelar pedestres que caminhavam de um lado para o outro na tela. Quem atropelava mais gente ganhava. Os novos games mais sofisticados têm qualidade gráfica muito melhor e permitem que os jogadores participem em atos violentos ainda mais realistas.
No jogo Carmageddon, por exemplo, o jogador terá atropelado e matado umas 33.000 pessoas ao chegar à última fase. Uma seqüência desse jogo foi descrita assim: “As vítimas não são apenas esmagadas pelos pneus do seu carro, com sangue jorrando no pára-brisa — elas ficam de joelhos e imploram piedade, ou se suicidam. Se quiser, você também pode arrancar-lhes os membros.”
Será que toda essa simulação de violência é prejudicial? Já foram realizados aproximadamente 3.000 estudos sobre o assunto. Muitos sugerem que existe, sim, uma ligação entre a violência nos jogos e o aumento da agressividade dos jogadores. Muitas vezes, episódios de violência juvenil são ligados a esses jogos.
Alguns especialistas minimizam a influência dos jogos, dizendo que se deve levar em conta outros fatores, como a possibilidade de que os jovens já tenham tendências violentas e por isso escolhem esse tipo de jogo. Mas não é possível que os jogos violentos ainda assim tenham alguma influência? Não parece muito razoável afirmar que as pessoas não são influenciadas por aquilo que vêem. Se isso fosse verdade, por que as grandes empresas gastariam bilhões de dólares por ano em publicidade na TV?


“A habilidade e a vontade de matar”
A maioria das pessoas resiste à idéia de tirar a vida de outro ser humano. Um objetivo do treinamento militar é justamente vencer essa resistência natural dos soldados. Por exemplo, os militares descobriram que muitas vezes se conseguia isso com os soldados de infantaria simplesmente usando alvos em forma de silhueta humana nos exercícios de tiro, em vez de alvos comuns, redondos. O psicólogo militar David Grossman, autor do livro On Killing (Como Matar), afirma que a violência nos jogos de computador ensina as crianças do mesmo modo, desenvolvendo nelas “a habilidade e a vontade de matar”.
Segundo uma pesquisa publicada no periódico Journal of Personality and Social Psychology, a violência nos videogames e jogos de computador talvez seja ainda mais perigosa do que aquela mostrada na TV ou no cinema, visto que o jogador assume o lugar dos personagens que praticam a violência. A televisão nos torna espectadores da violência; os jogos eletrônicos nos fazem participar dela. Além disso, uma criança talvez passe apenas algumas horas assistindo a um filme, mas ela pode gastar até 100 horas para dominar um videogame típico.
Alguns países adotaram um sistema de classificação para indicar que jogos extremamente violentos são apenas para adultos. Mas um sistema desses só funciona se a lei for cumprida. Um estudo nos Estados Unidos mostrou que 66% dos pais entrevistados nem conheciam o sistema de classificação. O diretor da Comissão de Classificação de Software Recreativo disse que o sistema não foi primariamente projetado para evitar que as crianças obtenham certos jogos. Ele explica: “Nosso papel não é dizer o que é ou não de bom gosto. Nós damos aos pais os meios de decidir o que querem ou não querem para os filhos.”
Um vício?
Os novos games jogados na Internet com pessoas de todo o mundo permitem que cada jogador escolha o papel de determinado personagem que, para progredir, precisa superar diversos desafios. O jogador investe muito tempo no seu personagem, o que lhe dá um senso de realização e faz com que ele queira jogar de novo. Para alguns, o jogo parece ser um vício — e talvez essa seja uma das razões que explique por que um jogo em rede pode se prolongar por meses ou até anos.
Sala de jogos pela Internet, em Seul, Coréia
A revista Time noticiou que ultimamente na Coréia do Sul um jogo em rede que tem feito muito sucesso é o Lineage. Esse jogo se desenrola num cenário medieval e, para passar pelas várias fases, os usuários procuram atingir determinados cargos. Alguns jovens jogam a noite inteira e depois acham difícil ficar acordados na escola no dia seguinte. Os pais ficam preocupados, mas nem sempre sabem como lidar com o problema. Um jogador jovem explicou em uma entrevista: “Quando me conhecem pela Internet, as pessoas acham que eu sou ‘fera’, mas quando me encontram ao vivo, dizem que eu deveria perder peso.”
O psicólogo coreano Joonmo Kwon dá a sua explicação para a popularidade do Lineage: “Na vida real, na Coréia, você tem de reprimir seus impulsos e desejos ocultos. Mas pode expressá-los no jogo.” Assim, os jovens fogem da realidade para um mundo de fantasia. Um comentarista descreveu os jogadores de games de maneira muito sagaz ao dizer: “Para o jogador, o mundo dos games é muito mais atraente do que a realidade, que é apenas um lugar onde ele ganha o dinheiro necessário para continuar jogando.”
Efeitos sobre a saúde
Estatísticas norte-americanas indicam que o aluno mediano da sexta série assiste a quatro horas diárias de TV — fora o tempo que ele gasta jogando diante da tela do computador ou da TV. Numa pesquisa de 1995, mais de 60% das crianças admitiram que muitas vezes jogavam mais tempo do que pretendiam. Por causa disso, é muito fácil negligenciar a lição de casa. Um estudo japonês demonstrou que os jogos de computador só estimulam uma parte muito limitada do cérebro da criança. Segundo o estudo, as crianças precisam praticar mais a leitura, a escrita e a matemática. Mas para que seu cérebro se desenvolva plenamente, elas também precisam do estímulo que recebem quando brincam ao ar livre com outras crianças e interagem com outras pessoas.
Relatórios indicam que uns 40% das crianças norte-americanas entre cinco e oito anos são clinicamente obesas. Um fator que provavelmente contribui para o problema é a falta de exercícios devido ao tempo excessivo gasto em frente da TV ou da tela do computador. Uma empresa até criou um aparelho de ginástica que pode ser usado enquanto a pessoa joga no computador. Mas é claro que seria muito melhor limitar o tempo gasto com esses jogos, participando em outras atividades que ajudem a criança a desenvolver uma personalidade equilibrada.
Outro problema de saúde que pode surgir: olhar para a tela por muito tempo pode ser prejudicial aos olhos. Segundo algumas pesquisas, pelo menos um quarto dos usuários de computador têm problemas visuais. Uma razão é que a pessoa tende a piscar menos, o que resseca os olhos e causa irritação. Piscar limpa os olhos, estimulando a produção de lágrimas e retirando os poluentes.
Visto que as crianças não têm muita consciência dessas coisas, muitas vezes jogam no computador por horas a fio, com poucas interrupções. Isso pode gerar fadiga visual e problemas para focalizar as imagens. Os especialistas sugerem que se façam intervalos regulares de vários minutos a cada hora de uso do computador.*

Jogos eletrônicos — Um resumo dos perigos
Jogos violentos podem incentivar o comportamento agressivo.
Os jogos eletrônicos fazem com que a pessoa deixe de ser mero espectador da violência; são projetados para que se participe dela.
Para os mais impressionáveis, pode ficar difícil distinguir a realidade da fantasia.
Como um vício, os games podem levar o jogador a negligenciar obrigações e relacionamentos importantes.
Os jogos podem tomar o tempo que a criança deveria gastar em outras atividades importantes, como estudar, interagir com outros e participar em brincadeiras que estimulem a criatividade.
Olhar muito tempo para uma tela pode causar fadiga visual.
Falta de exercício, um possível resultado de se jogar demais, pode causar obesidade.
Os jogos podem consumir seu tempo e dinheiro.

Uma indústria mundial que não pára de crescer
O interesse pelos jogos em rede parece estar aumentando no mundo todo. Surgem cibercafés em toda parte. Em alguns desses estabelecimentos — que têm vários computadores — os jogadores pagam para jogar em rede. Sabe-se de jovens que gastam até 200 dólares por mês em lugares como esses.
Sem dúvida, a indústria dos jogos vai de vento em popa. Espera-se que o mercado de jogos em rede cresça mais de 70% nos próximos cinco anos.
Mas é evidente que essa indústria próspera também apresenta perigos bem reais. Ninguém — quer adulto quer criança — pode se dar ao luxo de estragar a saúde, de gastar muito tempo e rios de dinheiro ou de se acostumar à violência e à matança. Não dá para dizer que os jogos eletrônicos sempre são educativos ou apenas diversão. David Walsh, já citado, dá o seguinte aviso: “A mídia é provavelmente mais poderosa do que imaginamos.” E acrescenta: “Os pais são responsáveis por cuidar dos filhos, mas nossa definição do que constitui cuidado tem de estar em dia com o mundo da mídia, que muda constantemente.”
É exatamente como diz a Bíblia: “Está mudando a cena deste mundo.” (1 Coríntios 7:31) E, ao que parece, nada muda mais rápido do que a indústria do entretenimento. Quando tentam acompanhar as tendências e influências que assediam seus filhos dia após dia, alguns pais ficam apavorados. Mas não há motivo para desespero. Muitos pais são bem-sucedidos em criar os filhos, ajudando-os a se concentrar no que é realmente importante. As crianças, como todos nós, precisam saber que nossas verdadeiras necessidades nunca poderão ser preenchidas pela diversão — pelo computador, pela TV ou por qualquer outro meio. A felicidade verdadeira, conforme Jesus disse certa vez, vem de estarmos “cônscios de [nossa] necessidade espiritual”. — Mateus 5:3.
* Além disso, alguns recomendam que todos os usuários de computador relaxem os olhos a cada 15 minutos, focalizando-os em objetos mais distantes do que a tela. Outros sugerem sentar-se a pelo menos 60 centímetros da tela e evitar usar o computador quando se está cansado.

Leia mais...

29 de abril de 2007

SOFRIMENTO DOS HOMENS – COMPAIXÃO DE DEUS


Autor: Philippe Madre
Tendo como base suas experiências na área médica, o autor lembra que o sofrimento entrou na vida do homem através do pecado, mas Deus, por Sua misericórdia, ensina-nos a colhermos frutos pela dor.
Você vai se emocionar com o testemunho de vida do própio autor.
Eu recomendo.

Leia mais...

24 de abril de 2007

Filme - Sonhadora

Uma demonstração de fé e amor.
O título “Sonhadora” que também dá nome a égua campeã, é muito sugestivo; Pois demonstra através da personagem Cale Crane (Dakota Fanning) que precisamos acreditar em nossos sonhos e ter fé, acreditando naquilo que não se pode ver.
Amor, carinho, união, dedicação, determinação e superação, estes são sentimentos e virtudes que permeiam o filme do início ao fim.


Não tem como não dar nota 10.
O filme nos oferece a chance de reconsiderar nossos esforços para vencermos nossos próprios obstáculos, refletindo e perguntando a nós mesmos: Como podemos manter a busca de relacionamentos saudáveis com nossa família? Como nós podemos ser melhores comunicando uns com os outros dentro de nossa casa? Que obstáculos impedem que tenhamos fé em Deus? Sinopse: Ben Crane (Kurt Russell) é um treinador que, juntamente com sua filha Cale (Dakota Fanning), passa a cuidar de um cavalo ferido. Logo eles desenvolvem um carinho especial pelo animal, se esforçando para que ele se recupere o mais rapidamente possível. Quando o cavalo enfim sara, Ben e Cale decidem inscrevê-lo para a disputa da Breeder's Cup, uma importante corrida de cavalos.

Leia mais...

15 de abril de 2007

Em uma Noite Escura

Este livro retrata de forma atualizada o grande escrito do Doutor do tudo e do nada.
Publicadao pelo Padre Jesús Martí Ballester e traduzido no Brasil pela editora Paulus, ele vem de encontro àqueles a quem Deus deseja conduzir a uma vida espiritual mais profunda, onde a palavra de ordem é o amor.
"Onde não há amor, põe amor e colherás amor". SJDC

A necessidade de retornar à oração pessoal se tornou mais urgente do que nunca. Homens de silêncio no meio do barulho, qualificados e profundos. Estamos excessivamente superficializados e não encontramos a paz que está dentro de nós. São João da Cruz, mestre indiscutível de silêncio musical, revela-nos nestas páginas, magistralmente cinzentas, pelo autor, os segredos interiores que uma autêntica antropologia e uma clarividente teologia não podem desconhecer.



Para chegares a saborear tudo,
não queiras ter gosto em coisa alguma.
Para chegares a possuir tudo,
não queiras possuir coisa alguma.
Para chegares a ser tudo,
não queiras ser coisa alguma.
Para chegares a saber tudo,
não queiras saber coisa alguma.
Para chegares ao que não gostas,
hás de ir por onde não gostas.
Para chegares ao que não sabes,
hás de ir por onde não sabes.
Para vires ao que não possuis,
hás de ir por onde não possuis.
Para chegares ao que não és,
hás de ir por onde não és.

Modo de não impedir o tudo:
Quando reparas em alguma coisa,
deixas de arrojar-te ao tudo.
Porque para vir de todo ao tudo,
hás de negar-te de todo em tudo.
E quando vieres a tudo ter,
hás de tê-lo sem nada querer.
Porque se queres ter alguma coisa em tudo,
não tens puramente em Deus teu tesouro.


São João da Cruz

Leia mais...

14 de abril de 2007

Mas será que as classificações dizem tudo o que você precisa saber?

Como selecionar um bom filme de acordo com os valores cristãos, éticos e morais? Existe um guia melhor? Odeiem o que é mau.
Um sistema de classificação não substitui uma consciência treinada conforme a Bíblia.
Em todas as decisões — incluindo as relacionadas com o entretenimento — os cristãos devem se esforçar para aplicar o conselho encontrado na Bíblia, no Salmo 97:10: “Odiai o que é mau.”
Uma pessoa que odeia o que é mau, considera errado se divertir com coisas que Deus odeia.

Especialmente os pais precisam ser cautelosos com respeito ao tipo de filmes que permitem seus filhos verem.
Seria ingenuidade da parte deles simplesmente dar uma breve olhada na classificação.
É bem provável que um filme considerado próprio para a faixa etária de seu filho promova valores que você, como pai, não aprova.
Isso não deve surpreender os cristãos, visto que o mundo adotou um modo de pensar e agir contrário às normas Divinas. —Efésios4:17,18; 1ªJoão 2:15-17.
Isso também não significa que todos os filmes sejam ruins.
Mas é preciso ter muito cuidado. Pais, ensinem seus filhos a serem mais seletivos.
Como encontrar diversão apropriada?
Como os pais podem ser seletivos no que se refere a escolher os filmes a que a família assistirá?

Abaixo algumas observações que podem ajudá-lo a encontrar diversão sadia para sua família.

* Procure sempre ir com seus filhos ao cinema quando eles forem mais novos;

* Quando os filhos já forem adolescentes e quiserem ir a estréias de filmes, peçam que eles esperem, até que você tenha lido as críticas (sites especializados na internet) ou ouvir de pessoas em que confie, os comentários sobre o filme e decidam em família se devem ou não ver a este ou àquele filme;
E se decidirem que não será bom para eles assistirem a certo tipo de filme, explique a razão disso, em vez de simplesmente dizer a eles que não poderão vê-lo.

* Incentive seus filhos adolescentes a falarem abertamente sobre o que está passando no cinema;
Comece a conversa e peça a opinião deles sobre o filme. Com isso os pais podem ouvir o que os filhos pensam e raciocinarem juntos com eles.

* Vá com seus filhos à videolocadora para ensiná-los como olhar a capa da fita e descobrir indícios de que o filme talvez seja impróprio.


Matéria extraída da internet.

Leia mais...

A que filmes sua família assitirá?

Nas últimas décadas, a grande quantidade de sexo, violência e linguagem obscena exibida na tela tem provocado reações diversas. Alguns dizem que certa cena de sexo é indecente, enquanto outros dizem que é artística. Alguns insistem em dizer que a violência num filme é desnecessária e infundada, ao passo que outros acham que ela se justifica. Alguns afirmam que um diálogo recheado de linguagem obscena é ofensivo, enquanto outros acham que é realístico. O que uma pessoa considera imoral, outra considera liberdade de expressão. Ouvir os dois lados pode fazer tudo isso parecer uma questão de interpretação.
Mas o conteúdo de um filme não é simplesmente uma questão de somenos importância. É um assunto de séria preocupação, não somente para os pais, mas também para todos os que prezam padrões de moral.

A nova liberdade concedida aos filmes provocou uma enorme onda que não podia ser contida. Ainda assim, com a classificação, o público seria alertado. Mas será que as classificações dizem tudo o que você precisa saber?
Verifique as críticas do filme ANTES de decidir assistir a ele

O que as classificações não revelam
Alguns acham que, com o passar dos anos, o sistema de classificação ficou mais permissivo. Um estudo realizado pela Escola de Saúde Pública de Harvard apóia essa suspeita, pois constatou que os filmes considerados aceitáveis para os adolescentes mais novos têm, atualmente, conteúdo mais violento e sexualmente explícito do que há apenas uma década. O estudo concluiu que “filmes com a mesma classificação podem diferir de modo significativo no que se refere a quantidade e tipo de conteúdo potencialmente ofensivo”, e que “a classificação que se baseia apenas na idade não fornece informações suficientes sobre violência, sexo, linguagem obscena e outras coisas que o filme contém”.
Pais que, de forma imprudente, deixam seus filhos ir sozinhos ao cinema talvez não estejam a par do tipo de filme que é considerado próprio hoje em dia. Por exemplo, um crítico de cinema faz uma descrição da personagem principal de um filme, classificado nos Estados Unidos como próprio para adolescentes. Era “uma adolescente liberal de 17 anos que, de vontade própria, se embriagava diariamente, fazia uso ilegal de drogas, participava de orgias e fazia sexo agressivo com um rapaz que ela tinha acabado de conhecer”. Esse tipo de conteúdo não é raro. Na verdade, The Washington Post Magazine observa que referências ao sexo oral parecem ser “aceitas como algo rotineiro” em filmes classificados como próprios para adolescentes. É claro que a classificação não deve ser o único fator a ser levado em conta ao se avaliar o conteúdo de um filme.


Continua no próximo post.


Matéria extraída da internet.

Leia mais...

11 de abril de 2007

Filme - Uma mente iluminada

Uma fotografia magnífica com cenários simplesmente maravilhosos como um grande campo de gira sois com uma toscana ao fundo. O filme tem uma história no mínimo intrigante.
Um jovem decide viajar para a Ucrânia com o objetivo de encontrar a mulher que salvou seu avô na 2ª Guerra Mundial.

Recomendado para maiores de 16 anos.

Sinopse:
Jonathan (Elijah Wood) é um jovem judeu americano, que vai até a Ucrânia em busca da mulher que salvou a vida de seu avô na 2ª Guerra Mundial. Ele é auxiliado nessa viagem por Alex Perchov (Eugene Hutz), um precário tradutor que mais atrapalha do que ajuda, e pelo avô de Alex, um motorista mal-humorado que anda sempre acompanhado de seu fedido e desobediente cachorro, batizado de Sammy Davis Jr. Durante a jornada o inusitado quarteto descobre segredos sobre a ocupação nazista e a cumplicidade do governo ucraniano da época. Trailers- Clique aqui para ver o trailer. Você precisa do Quicktime para isso.
Premiações- Ganhou o Prêmio Lanterna Mágica, no Festival de Veneza.

Leia mais...

24 de março de 2007

Filme - O Grande Campeão

Um excelente filme para se ver em família.
O filme retrata exemplo de uma família autêntica.
Onde se procurou “esbanjar” valores religiosos e morais.
O filme retrata o tempo todo uma relação fraterna, caridosa e amorosa traduzidos em gestos e palavras.

Uma frase que me deixou vidrado foi uma fala da personagem vivida pela atriz Joey Lauren Adams “ Minha família sempre foi rica, a única coisa que nunca tivemos foi dinheiro”.
Esta frase, mata e joga por terra, uma outra muito famosa “Quem foi que disse que dinheiro não traz felicidade”.


Sinopse:

A aventura começa com o amor entre o garoto Buddy e seu novilho, Hokey Pokey, e a determinação do garoto em transformar Hokey num Grande Campeão. Sua família e seu melhor amigo Edgar trabalham duro para conseguir dinheiro suficiente para mandá-los à competição. Mas Buddy logo descobre que o grande prêmio pode não ser aquilo o que ele esperava...



Leia mais...

23 de março de 2007

O beijo de Deus na alma

Como está seu íntimo? O que passa pela sua inteligência? Você precisa encontrar confiança e a capacidade para pensar e enfrentar os desafios da vida. Alcance o equilíbrio e aprenda como encarar as situações difíceis da vida, até mesmo sob pressão. Saiba como lidar com a velocidade das constantes mudanças dentro de seu projeto de Luta Pessoal para resolver os Problemas da Vida Íntima.


A postagem de hoje é sobre um livro que mudou vida de uma pessoa que conheço. Ela o encontrou por providência Divina em uma prateleira, no momento em que estava no fundo do poço, pensando até em acabar com a própria vida.

"Às vezes é preciso chegar ao fundo do poço, por que do fundo do poço não dá para passar. Para sair do fundo o poço é necessário estender as mãos, gritar e clamar por socorro lá do Alto"

Foi então que esta pessoa viu este livro e se interessou, pensando se tratar de um livro de auto ajuda.
Surpreendentemente dentro deste livro está escrito "você não precisa de auto ajuda, você precisa de ajuda do Alto".
E aí caiu a ficha!

Ela estava sentindo um grande vazio, e para preenchê-lo, seria necessário ajuda do Alto.
Foi após ler este livro que esta pessoa está aprendendo a cada dia, ser uma pessoa melhor.
Após a leitura deste livro, ela sentiu o beijo de Deus em sua alma.


Para adquiri este livro entre em: http://editora.cancaonova.com/sinopse
.php?cod=28

Leia mais...

17 de março de 2007

Sair de casa em família é bom demais.



Hoje vou postar algo que nos leva a sair de casa.
Aliás, sair de casa em família é uma delícia.
A opção que vou postar hoje é na capital mineira.
Falo do parque ecológico da Pampulha intitulado Parque Francisco Lins do Rego, inaugurado em 2001 .
O parque embora seja um dos mais novos, já é sucesso absoluto.

Curiosidade 1
Lá é permitido pisar na grama. Aliás grama é o que não falta. Parece a terra dos Teletubies. Pisar na grama descalço é altamente relaxante.

Curiosidade 2
O parque surgiu como uma solução para resolver o problema de assoreamento da lagoa. Quase metade dela chegou a ser assoreada, e a criação do parque foi a solução encontrada pela prefeitura para resolver o problema. Os sedimentos foram "acumulados" bem na esquerda da lagoa, recuperando parte do espelho d´água e consolidando uma grande ilha, onde se está o parque.

Legal 1:
O parque disponibiliza bicicletas para passeios internos de graça!

Vista do prédio dos banheiros e lanchonete


Ciclovia que contorna toda lagoa da Pampulha














Este monumento fica próximo à entrada do Parque.










Um lindo espelho d'água













Lago localizado no centro do parque.













Grama, muita grama para pisar a vontade!






Legal 2: Caso as crianças queiram soltar pipa, lá é uma ótima opção.
O que não falta é espaço e vento.

Legal 3: não precisa levar a pipa, lá na portaria há vendedores de pipas.

Legal 4: entrada 0800



Localização Av. Otacílio Negrão de Lima, 7.111Pampulha – BH / MG.
Contato(31) 3277-7286
VisitaçãoAberto de terça a quinta-feira para grupos agendados.
Para o público em geral, de sexta a domingo, das 8h30 às 17h.
Entrada franca

Leia mais...

11 de março de 2007

Filme - Códigos mortais


O garoto é um crânio e fera no xadrez. Um filme capaz de prender-nos no sofá do ínício ao fim. Recomendado para maiores de 18 anos por conter cenas violentas.

Sinopse:
Maria Von Gall (Giovanna Mezzogiorno) é uma mulher de beleza encantadora e muita coragem. Arriscando a própria vida, ela se dedica de corpo e alma a salvar judeus das garras nazistas durante a 2ª Guerra Mundial. Sua fé na Humanidade a torna forte e inabalável. Ou quase. A polícia secreta alemã sabe que só existe uma maneira de enfraqucer Maria: sequestrar seu filho Thomas (Thomas Sangster), um brilhante garoto de 11 anos de idade, mestre em xadrez. Porém, algo sai errado na troca entre mãe e filho, e o menino pe resgatado pelo pai americano (Gottfried John), que ele nunca havia conhecido. Ambos fogem para a Espanha, mas Maria havia contado à Thomas um precioso segredo, que agora, mais do que nunca, pode colocar a vida de todos em risco. E mudar os rumos da Guerra.

Leia mais...

9 de março de 2007

Fala sério, é proibido ser diferente?

Quem definiu os famosos padrões de vida? E se eu quiser ser diferente? Não é por que a maioria da galera "faz assim" ou "faz assado", ou "frito", ou "tostado" que eu tenho de fazer igual e "entrar na onda". Ser diferente é justamente isto: ter coragem de ser você mesmo, não trair seus ideais, suas convicções, sua crenças, só porque todo mundo está entrando nessa, ou porque aquela coisa lá está na moda.



Um livro escrito por jovem para jovens.
Uma abordagem gostosa, dinâmica e na linguagem do jovem.
Marcos


Diego Fernandes, membro da Comunidade Canção Nova, lança o livro "Fala sério! É proibido ser diferente?"


Gabriel Chalita, convidado para fazer o prefácio desse livro, diz:
“Na sua busca pela liberdade os jovens parecem ficar cegos e não se apercebem que estão cada vez mais presos a conceitos errôneos. Tentando agir em busca de um prazer efêmero, passageiro, esquecem a própria individualidade, entregando suas vidas, colocando assim os próprios grilhões.Liberdade, dizia Cecília Meireles, essa palavra que o sonho humano alimenta que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda. Há liberdade maior do que poder ouvir o próprio coração e agir com a consciência, centelha de Deus dentro de cada ser humano, sem se deixar influenciar, sem seguir o bando, a moda?

Nem sempre é fácil ser diferente. A linda história de Fernão Capelo Gaivota, de Richard Bach, nos remete a essa gratificante experiência que é lutar pelo que se acredita, independentemente do que os outros digam. Enquanto as gaivotas comiam as migalhas de pão e peixes velhos deixados pelos pescadores, Fernão tentava voar. Caía, cansava, mas não desistia. Mesmo desprezado pelos amigos Fernão lutava pelo seu sonho. Até que um dia conseguiu. Ele podia pegar peixes frescos, conhecer novos lugares e queria, acima de tudo, partilhar com outras gaivotas a alegria de poder voar rumo à felicidade. [...]'O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição’, disse Aristóteles. Imperfeitos que somos, possamos então trilhar o caminho do amor, seguir essa estrada que nos levará à perfeição, ao início de tudo, a Deus. O amor é o único caminho para Deus. E Deus é amor. Esse é o grande ensinamento dessa obra.”

Onde comprar? visite o site http://shopping.cancaonova.com/




Matéria extraida do site :http://gabrielchalita.cancaonova.com/internas.php?id=83

Leia mais...

Filme - Hotel Huanda


Em meio a um conflito que matou quase um milhão de pessoas em menos de 4 meses, um homem abre o hotel que gerencia para abrigar a maior quantidade possível de pessoas. Com Don Cheadle, Joaquin Phoenix e Nick Nolte. Recebeu 3 indicações ao Oscar. Humanidade, fraternidade, amor ao próximo, determinação e muita, muita coragem. São estas as virtudes mostradas neste filme, que o faz um dos filmes mais emocionantes que já assisti. E o melhor, com final feliz e muitas cenas emocionantes.

Sinopse:

Em 1994 um conflito político em Ruanda levou à morte de quase um milhão de pessoas em apenas cem dias. Sem apoio dos demais países, os ruandenses tiveram que buscar saídas em seu próprio cotidiano para sobreviver. Uma delas foi oferecida por Paul Rusesabagina (Don Cheadle), que era gerente do hotel Milles Collines, localizado na capital do país. Contando apenas com sua coragem, Paul abrigou no hotel mais de 1200 pessoas durante o conflito.


Leia mais...

5 de março de 2007

Filme - O óleo de lorenzo

Uma linda história de família, onde o amor, a esperança e a fé servem de pilares para realização de um sonho impossível aos olhos de todos os cientistas.

Em 1984, um médico diagnostifica em um garoto uma doença rara , dando-lhe no máximo mais 2 anos de vida. Inconformados com esta situação, seus pais passam então a pesquisar sobre a doença, a fim de encontrar algo que possa ajudar o filho. Dirigido por George Miller (Mad Max) e com Nick Nolte, Susan Sarandon e Peter Ustinov no elenco. Recebeu 2 indicações ao Oscar.







Sinopse:
Um garoto levava uma vida normal até que, quando tinha seis anos, estranhas coisas aconteceram, pois ele passou a ter diversos problemas de ordem mental que foram diagnosticados como ALD, uma doença extremamente rara que provoca uma incurável degeneração no cérebro, levando o paciente à morte em no máximo dois anos. Os pais do menino ficam frustrados com o fracasso dos médicos e a falta de medicamento para uma doença desta natureza. Assim, começam a estudar e a pesquisar sozinhos, na esperança de descobrir algo que possa deter o avanço da doença.

Leia mais...

Filme - O terminal

Mais uma brilhante atuaçao de Tom Hanks.

Sinopse:

Viktor Navorski (Tom Hanks) é um cidadão da Europa Oriental que viaja rumo a Nova York justamente quando seu país sofre um golpe de estado, o que faz com que seu passaporte seja invalidado. Ao chegar ao aeroporto, Viktor não consegue autorização para entrar nos Estados Unidos. Sem poder retornar à sua terra natal, já que as fronteiras foram fechadas após o golpe, Viktor passa a improvisar seus dias e noites no próprio aeroporto, à espera que a situação se resolva. Porém, com a situação se arrastando por meses, Viktor permanece no aeroporto e passa a descobrir o complexo mundo do terminal onde está preso.




Curiosidade:
O roteiro de O Terminal foi inspirado na história de Merhan Nasseri, um refugiado iraniano que passou por uma situação semelhante ao do personagem de Tom Hanks no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Merhan teve seu visto de entrada negado por ser iraniano e o certificado de refugiado concedido pelas Nações Unidas roubado.

Leia mais...

Filme - São Francisco de Assis

O filme São Francisco de Assis, é uma boa opção para reforçarmos os valores cristãos.

Snopse:

Nascido em berço de ouro, cercado de privilégios, paixões e luxo, Francisco de Assis veio a ser um dos mais amados e reverenciados santos da história. Bradford Dillman interpreta de modo marcante o ambicioso aventureiro que ouve a voz de Deus e responde abandonando sua vida de conforto. Ao trocar a espada pela cruz, ele se eleva à glória... Mas acaba tendo o trabalho de sua vida ameaçado por uma hierarquia corrupta e ciumenta dentro da própria Igreja. Sob a batuta de Michael Curtiz, famoso diretor de Casablanca, esta história épica de coragem e sacrifício é uma inspiração para toda a família.

Leia mais...

2 de março de 2007

Filme - Jesus A História do Nascimento


Lançado em dezembro de 2006, o filme, Jesus - A História do Nascimento, em breve estará disponível em DVD.
Enquanto isto vale a pena dar uma conferida no clip do filme no endereço: http://www.thenativitystory.com/

Sinopse:

A história do nascimento de Jesus Cristo é recontada em uma nova estréia. Veja o trailer e fotos da estréia que ocorreuem dezembro, "Jesus - A História do Nascimento" mostra a trajetória de Maria (Keisha Castle-Hughes), uma jovem camponesa que mora na cidade de Nazaré. Um dia ela recebe a visita do anjo Gabriel (Alexander Siddig), que anuncia que Deus a escolheu para ser mãe de seu filho. Casada com o carpinteiro José (Oscar Isaac), Maria segue os conselhos do anjo e viaja para a casa de Zacarias (Stanley Townsend) e Isabel, seus parentes, para escapar dos guardas do rei Herodes (Ciarán Hinds). Ao retornar a Nazaré, já com a gravidez avançada, Maria é rejeitada por sua família e por José. Porém, após ter um sonho com o anjo Gabriel, José aceita a situação da esposa. Obrigados a viajar devido ao censo, José e Maria partem para Belém. Eles enfrentam o risco de serem descobertos pelos guardas de Herodes e ainda são procurados pelos 3 reis magos, que buscam nos céus indícios do local de nascimento de Jesus Cristo.

Leia mais...

Filme - Orgulho e preconceito

Uma linda história de amor envolvendo orgulho e preconceito. O filme tem uma fotografia espetacular com cenários maravilhosos, e musíca envolvente. O figurino também é excepcional. Enfim, o filme é daqueles que te prende. Levantar para ir tomar água, só se apertar o pause primeiro.

Sinopse:

Inglaterra, 1797. As cinco irmãs Bennet - Elizabeth (Keira Knightley), Jane (Rosamund Pike), Lydia (Jena Malone), Mary (Talulah Riley) e Kitty (Carey Mulligan) - foram criadas por uma mãe (Brenda Blethyn) que tinha fixação em lhes encontrar maridos que garantissem seu futuro. Porém Elizabeth deseja ter uma vida mais ampla do que apenas se dedicar ao marido, sendo apoiada pelo pai (Donald Sutherland). Quando o sr. Bingley (Simon Woods), um solteiro rico, passa a morar em uma mansão vizinha, as irmãs logo ficam agitadas. Jane logo parece que conquistará o coração do novo vizinho, enquanto que Elizabeth conhece o bonito e esnobe sr. Darcy (Matthew Macfadyen). Os encontros entre Elizabeth e Darcy passam a ser cada vez mais constantes, apesar deles sempre discutirem.

Leia mais...

Filme - Peixe Grande

Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas

Fantasioso, emocionante, surpreendente.
A indicação de hoje vai para um filme que acabo de assistir.
Indicado para adultos, não pela questão de censura, mas pela contextualidade do filme.
Uma estória fantasiosa, mas cheia de lições de amor ao próximo.
Um filme legal para se ver a dois.


Sinopse:
Peixe Grande fala da frustração de Will Bloom (Billy Crudup), um rapaz que acusa o próprio pai Ed (Albert Finney, novamente soberbo como sempre) de ser um mentiroso compulsivo. De tanto ouvir mentiras durante anos e anos, Will afirma não saber as verdadeiras histórias sobre o pai e, conseqüentemente, desconhecer suas próprias raízes familiares. O paizão rebate, afirmando que é o filho que não sabe ouvir direito suas mensagens. Durante duas horas de projeção, o público será convidado a ouvir os deliciosos “causos” de Ed. São narrativas que envolvem circos, gigantes, irmãs siamesas, uma cidade perdida, uma bruxa que prevê o futuro, a guerra da Coréia e – claro – um peixe grande. Seria possível acreditar em tanta fantasia? Seria Ed um visionário? Isso quem vai decidir é cada um de nós. A verdade é que Peixe Grande é uma fábula que em várias cenas lembra o estilo do mestre Fellini e em outras expõe o visual rebuscado já consagrado por Tim Burton. Tudo isso recheado de muito conteúdo (matéria-prima em falta ultimamente em Hollywood) e um trabalho de direção de atores acima da média. Um filme para ver e rever. Um belíssimo roteiro aliado a uma direção madura que vai fazer florescer as mais incríveis sensações nos corações das platéias. Eu disse “florescer”? Bom, então talvez não seja por acaso que o nome do personagem seja “Will Bloom”, do inglês “Florescerá”.

Celso Sabadin
Filtros: Livre para todos os públicos

Leia mais...

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO