4 de maio de 2007

Catedrais a supremacia de Deus manifestada através das mãos do homem.


O termo catedral deriva do latim ecclesia cathedralis, e é utilizado para designar a igreja que contém a cátedra (do grego: káthedra = local de assento) oficial de um bispo.
Muitos podem estar perguntando por que postar catedrais como opção de lazer?

Com construções na maioria das vezes seculares, as catedrais e igrejas do Brasil, esbanjam peripécias de engenharia e estilos da arquitetura contemporânea, trazidos por influencia dos imigrantes, que deixaram marcas das culturas Européia, Oriental e Ocidental, sendo esta última expressa com muita força pelo estilo barroco nas igrejas concebidas no Brasil império.

É impossível ao cristão entrar numa catedral e não sentir a presença do sagrado e, por conseguinte a supremacia de Deus, manifestada através da criação do homem que é criação de Deus.

Para iniciar esta série de postagens escolhi a Igreja de Lourdes, elevada, por ato do Papa Pio XII, à categoria de Basílica.

A Igreja de Lourdes foi edificada entre 1916 (pedra fundamental) e 1923 com sua inauguração. Foi idealizada pelo missionário Clarentino Echarri, com base na planta de uma igreja de Córdoba, Argentina.
O projeto foi de Manoel Túnes, a construção feita por Antonio Gonçalves Gravatá e a ornamentação interna e externa executada por Alfredo e João Morandi.
As estátuas da fachada são de João Amadeu Mucchiut .
O projeto arquitetônico, em estilo gótico, chegou a receber algumas adaptações, como o acréscimo da torre em 1929-1930, entretanto manteve a predominância desse estilo.
Em 1958 aconteceu a solenidade de sagração da Igreja de Lourdes, elevada, por ato do Papa Pio XII, à categoria de Basílica.

Uma das principais relíquias e curiosidades que atraem muitos visitantes ao local é um raro órgão de 400 tubos.


Localização:

R: da Bahia, 1596 - Lourdes. Tel. 3222.6944.
Aberta de 2ª a 5ª de 7h às 19h, 6ª de 13h30 às 20h, sáb. de 7h às 22h, dom. e feriados de 7h às 13h e 16h às 22h.

1 comentários:

Eduardo Araújo,  4 de maio de 2007 15:56  

Marcos, descobri este seu espaço via o Guia dos Blogs Católicos e logo de cara um tema que me desperta um fascínio inexprimível: catedrais.

O interessante é que esse interesse avivou após ter contato com as asneiras do O Código da Vinci, em que seu autor, Dan Brown, afirma com a sua arrogância new age que as catedrais medievais teriam sido concebidas por templários segundo a anatomia do útero humano.

Logo vi que isso não tinha o menor fundamento histórico e menos ainda da arquitetura. Não sou arquiteto, mas gosto de ler sobre construções em geral e na verdade as plantas baixas das catedrais góticas não diferem essencialmente das igrejas românicas que lhe precederam (corrija-me se estiver enganado, por favor).

Seja como for, que assunto maravilhoso.

E como também sou músico acrescento o interesse diante de instrumentos antigos como o órgão citado.

Grande abraço.

P.S> ainda não entendi o significado do termo "SÉ".

P.S2 Sou de Fortaleza. Aqui também temos uma catedral que está a demandar uma boa manutenção.

P.S3 Li na wikipedia sobre catedrais não católicas (luteranas e anglicanas). Existe alguma desse tupo em nosso país?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO